quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Albergue da Juventude em Luxemburgo

O Albergue da Juventude, para mim, sempre foi símbolo de economia em acomodação em viagens.
Mas em Luxemburgo, um pequeno país europeu, embora tenha sido o lugar mais barato para dormir, me custou bem caro.
São 24 Euros por noite, para quem não tem a carteirinha da associação.
Para quem é associado, o valor por noite é de 21 Euros.
Este ano não fiz a carteirinha.
A carteirinha internacional custa R$ 40,00 e é anual (validade).
Mas o local vale a pena, tanto pelos serviços oferecidos como pela localização, bem como no acesso das atrações da capital, também chamada Luxemburgo.
Super bem organizado, com um maravilhoso café-da-manhã, camas super confortáveis, em acomodações divididas por sexo, e no máximo, 6 camas.
A prédio é atendido por elevadores e escadas.
Não existe cozinha para hóspedes.
A internet, para mim, foi o único ponto negativo.
Não temos acesso de wifi nos quartos .... na recepção (com o melhor sinal), funcionou razoavelmente bem.
Fiquei neste albergue duas noites ... uma em agosto e outra em setembro, pois não consegui alguém para me receber no "couchsurfung".

domingo, 21 de janeiro de 2018

Hostel 404 ... Köln (Colônia) !!


Minha primeira vez em Colônia foi no Hostel 404. 
Na verdade, um pouco ditante do centro da cidade e dos principais atrativos. 
Mas, em se tratando de Alemanha, até que valia à pena, para não pagar tao caro.
E existe o transporte público, tanto de metro, como de ônibus, para o centro ...
Se não me engano, por diária, em quarto coletivo, com quatro camas, em um ambiente, e mais duas, em outro, paguei 13 Euros.
Tem um banheiro, bem espaçoso, dentro do quarto.
O café da manhã, gostosinho, está incluído na diária.
A cozinha, super bem equipada, está disponível para os hóspedes.
Existe um notebook para uso coletivo, no espaço da recepção, onde tive a oportunidade de salvar parte das minhas fotografias, em pen drive.
Fiquei lá três noites.

Aliás, pelo tempo de estada, três dias, nem quis tentar o "couchsurfing".
Para esta experiência (CS), acho o ideal, o confortável, duas noites, não mais.

Recomendo o Hostel 404 .... estive lá em agosto de 2017 !!


EndereçoNeusser Str. 404, 50733 Köln, Alemanha









sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Hostel Beach House de Ilha Grande !

Então encontramos um hostel super em conta em Ilha Grande (para o período de dezembro),além de super bem localizado.
O Beach House fica na Rua de Santana, n 50, bem em frente de um dos dois cais da Vila do Abrahão.
A diária, de somente R$ 40,00 por pessoa, em quarto coletivo estava imperdível.
Reservamos o quarto com 9 camas e banheiro compartilhado.
Mas ao chegar para o check-in, nos colocaram num quarto para quatro pessoas e banheiro no quarto.
Que sorte !
E nos dois dias que dormimos lá, não apareceu mais ninguém ... nós éramos três.
Tudo bem limpo, em todas as áreas.
Tem armário no quarto e pagamos R$ 10,00 por chave (como depósito), que são devolvidos no check-out.
Cada quarto tem um nome de praia da Ilha Grande , Praia da Júlia, Praia do Canto, Lopes Mendes ... a nossa não podia ser diferente: Caxadaço, a trilha que estamos planejando a anos, mas que ainda não deu para fazer.
O quarto tem chave, deixada na recepção, ao sair.
Tem ventilador e ar condicionado.




Os lençóis estavam limpos, como as fronhas, mas não tinha cobertor. A internet tem disponibilidade nos quarto e na área comum/cozinha.
Levamos algumas lasanhas e foi uma refeição ideal, para quem tem pouco tempo para se dedicar a cozinhar.
A cozinha tem um espaço de circulação que é um pouco desconfortável, mas está bem equipada, com utensílios diversos, geladeira, fogão, micro ondas.
Existem diversas mesas para usar para um lanche, o jantar.
O café da manhã, não muito variado, mas feito com carinho ....
Gostei muito de lá e, ao voltar para Ilha Grande, certamente, ficaria lá de novo.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Ilha Grande de novo ... que legal !!






Couchsurfing em Angra dos Reis !!

Então chegou a hora de experimentar o Couchsurfing, no Brasil.
Eu que já passei a noite em casa de estrangeiros, em diferentes países da Europa, sobretudo, neste ano de 2017, quis ver como funcionada no meu país e fui cair na casa de um pernambucano que mora em Angra dos Reis.
Sendo sincera, pensei que ele morava no centro de Angra.
Queria conhecer esta cidade, na qual passei algumas vez, mas que não tive o prazer de conhecer.
O local faz parte de Japuíba, se chama Nova Belém.
Ele trabalha como servidor da prefeitura e tem diversos projetos sociais, incluindo uma ong
Fiquei na casa dele por três noites.
Me deu umas dicas super legais, como conhecer algumas praias do centro de Angra ... e eu que pensava só existir a poluída Praia do Anil\...
Ele preparou refeições deliciosas, caprichadas mesmo, e vegetarianas.
Mas destaco as bebidinhas, com base de limão e outra, com base de morango.
De tirar  chapéu !!
Dormi em cochonetes na sala, com um belo ventilador, para refrescar as noites.
Conheci seus dois cães, seus dois gatos.
Tive a oportunidade de ir com ele a uma atividade num dos projetos.
Minha experiência foi 100% positiva .... os brasileiros são muito hospitaleiros, receptivos, agradáveis.
Vou tentar mais vezes o couchsurfing ... tem sido uma surpresa boa, atrás da outra !!

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Couchsurfing em Oviedo

Que bom pude conhecer Oviedo em companhia de meu jovem anfitrião.
Dei uma sorte danada pois o dia desta visita foi exatamente o dia de São Mateus, a mais importante festa desta cidade do norte da Espanha, da região das Astúrias.
Minha solicitação foi enviada, mas com muita pouca expectativa pois chegaria muito tarde a Oviedo, tendo saído de Madri.
Mas enviei mesmo assim e iria ver no que daria. 
O rapaz me respondeu prontamente de forma positiva.
E eu estava temerosa de falar com ele a hora em que eu chegaria .... previsão de chegada às 23:45 hs. 
Mas não teria como avisar, ele precisava saber, mesmo que isso pudesse me resultar numa recusa.
Para minha surpresa, ele disse não haver problema pois a vila estava numa semana de comemorações em homenagem ao seu padroeiro.
Por isso, toda gente estava na rua, até tarde, participando de diversas apresentações musicais, de bandas e tudo mais.
Combinei de encontrá-lo no McDonalds da cidade ... que ficava bem no centro e bem perto da casa dele.
E ele, embora tenha se atrasado um pouco, chegou e me recebeu muito bem.
Caminhamos uns 3 minutos e chegamos ao apartamento dele.
Ele é venezuelano, filho de uma colombiana com um espanhol.
Mora a pouco mais de um ano em Oviedo, onde também estuda.
Está na faculdade de medicina.
Meu espaço era na sala de estar, num confortável sofá.
Perguntou se eu estava com fome e respondi que não, até por que já estava demasiadamente tarde para consumir algo.
Infelizmente, ainda em Madri, até que tentei, mas não tive tempo de comprar nada para levar pra casa dele, nem a pizza ...
O ímãs de geladeira que havia comprado para presentear meus anfitriões, e que distribui a todos os outros, já não existiam mais ...
Mas meu anfitrião não se incomodou com nada disso e me ofereceu, ainda assim, o melhor que pôde.
Então, ao chegar a sua casa, tomei um banho para relaxar um pouco da viagem.
Tarde da noite, ainda conversamos bastante (é sempre assim) e fomos dormir quase às 4 hs da manhã !!
No dia seguinte ele preparou nosso café , maravilhoso, e saímos para conhecer Oviedo.
Tiramos uma foto bacana (acima) com a escultura de Woody Allen ...
Como era o dia de feriado, o comércio estava parcialmente desativado.
Mas imagina só ... aquele pano como qual Verônica enxugou o rosto de Cristo, no seu último dia de vida, está nesta cidade.
E ele só está exposto à observação em duas ocasiões, no ano, na Sexta-Feira Santa e no Dia de São Matheus .... HOJE !!
Não perdemos esta chance, é claro, pois meu anfitrião também não havia tido esta oportunidade antes.
A Astúrias é conhecida também por suas sidras e meu jovem anfitrião me levou numa rua cheia de "sidrerias", a Gascona,  para provar a famosa bebida ...
Não só pude degustá-la, em boa companhia, como também observar, de perto, o jeito peculiar com o qual os garçons a serve. 

Muito interessante, levantando um dos braços, com a garrafa e baixando o outro braço, com o copo ... provocando uma longa cachoeira, que faz a bebida receber o oxigênio do ar percorrido e enriquecendo seu sabor ... AMEI esta experiência !!!
Eles serviram, ainda, um tira gosto (de camarões) mas que não provei pois sou vegetariana !!
Ainda fomos ao Parque de São Domingos onde está a escultura da argentina Mafalda (cartoon) sentadinha no seu banco.
Segundo meu anfitrião, este é o lugar preferido dele na cidade !!
Esta experiência de "couchsurfing" foi especialmente marcante pra mim, pois à partir desta cidade, vou iniciar meu terceiro Caminho de Santiago de Compostela, o Caminho Primitivo.
Ao caminha por lá, já encontrava as conchinhas de vieira me chamando !!

Couchsurfing em Frankfurt

Foi muito difícil conseguir alguém para me receber na importante cidade alemã de Frankfurt.
Então, por segurança, reservei a primeira noite num hostel, o mais em conta, mas bem caro e distante do centro da cidade.
Na segunda noite, fui recebida por um rapaz, que na ocasião estava com outra hóspede, uma columbiana.
O legal é que nossa comunicação foi toda em espanhol ...
Como de costume, levei as pizzas e Coca-Cola.
Sentia muito, muito frio, ao chegar na casa do meu anfitrião e foi o paraíso receber dele uma xícara de chá de hortelã ... feito na hora  ... quentinho.
Os dois primeiros dias em Frankfurt foram de frio e chuva ... mas na data da minha partida, deu para fazer uma boas fotos, pois o tempo abriu e pude ver que o sol também aparece por lá.
Meu anfitrião trabalha o dia inteiro e não tem disponibilidade de mostrar a cidade aos seus convidados, então temos de fazer isto sozinhos.
Mas Frankfurt tem uma coisa boa, além de muitas atrações (na maioria, museus), todas ficam bem próximas e num dia inteiro é possível ver tudo.
É claro que não haverá tempo de visitar todos os museus, mas dai se pode escolher aqueles que interessam mais ao visitante.