terça-feira, 21 de novembro de 2017

Couchsurfing em Oviedo

Que bom pude conhecer Oviedo em companhia de meu jovem anfitrião.
Dei uma sorte danada pois o dia desta visita foi exatamente o dia de São Mateus, a mais importante festa desta cidade do norte da Espanha, da região das Astúrias.
Minha solicitação foi enviada, mas com muita pouca expectativa pois chegaria muito tarde a Oviedo, tendo saído de Madri.
Mas enviei mesmo assim e iria ver no que daria. 
O rapaz me respondeu prontamente de forma positiva.
E eu estava temerosa de falar com ele a hora em que eu chegaria .... previsão de chegada às 23:45 hs. 
Mas não teria como avisar, ele precisava saber, mesmo que isso pudesse me resultar numa recusa.
Para minha surpresa, ele disse não haver problema pois a vila estava numa semana de comemorações em homenagem ao seu padroeiro.
Por isso, toda gente estava na rua, até tarde, participando de diversas apresentações musicais, de bandas e tudo mais.
Combinei de encontrá-lo no McDonalds da cidade ... que ficava bem no centro e bem perto da casa dele.
E ele, embora tenha se atrasado um pouco, chegou e me recebeu muito bem.
Caminhamos uns 3 minutos e chegamos ao apartamento dele.
Ele é venezuelano, filho de uma colombiana com um espanhol.
Mora a pouco mais de um ano em Oviedo, onde também estuda.
Está na faculdade de medicina.
Meu espaço era na sala de estar, num confortável sofá.
Perguntou se eu estava com fome e respondi que não, até por que já estava demasiadamente tarde para consumir algo.
Infelizmente, ainda em Madri, até que tentei, mas não tive tempo de comprar nada para levar pra casa dele, nem a pizza ...
O ímãs de geladeira que havia comprado para presentear meus anfitriões, e que distribui a todos os outros, já não existiam mais ...
Mas meu anfitrião não se incomodou com nada disso e me ofereceu, ainda assim, o melhor que pôde.
Então, ao chegar a sua casa, tomei um banho para relaxar um pouco da viagem.
Tarde da noite, ainda conversamos bastante (é sempre assim) e fomos dormir quase às 4 hs da manhã !!
No dia seguinte ele preparou nosso café , maravilhoso, e saímos para conhecer Oviedo.
Tiramos uma foto bacana (acima) com a escultura de Woody Allen ...
Como era o dia de feriado, o comércio estava parcialmente desativado.
Mas imagina só ... aquele pano como qual Verônica enxugou o rosto de Cristo, no seu último dia de vida, está nesta cidade.
E ele só está exposto à observação em duas ocasiões, no ano, na Sexta-Feira Santa e no Dia de São Matheus .... HOJE !!
Não perdemos esta chance, é claro, pois meu anfitrião também não havia tido esta oportunidade antes.
A Astúrias é conhecida também por suas sidras e meu jovem anfitrião me levou numa rua cheia de "sidrerias", a Gascona,  para provar a famosa bebida ...
Não só pude degustá-la, em boa companhia, como também observar, de perto, o jeito peculiar com o qual os garçons a serve. 

Muito interessante, levantando um dos braços, com a garrafa e baixando o outro braço, com o copo ... provocando uma longa cachoeira, que faz a bebida receber o oxigênio do ar percorrido e enriquecendo seu sabor ... AMEI esta experiência !!!
Eles serviram, ainda, um tira gosto (de camarões) mas que não provei pois sou vegetariana !!
Ainda fomos ao Parque de São Domingos onde está a escultura da argentina Mafalda (cartoon) sentadinha no seu banco.
Segundo meu anfitrião, este é o lugar preferido dele na cidade !!
Esta experiência de "couchsurfing" foi especialmente marcante pra mim, pois à partir desta cidade, vou iniciar meu terceiro Caminho de Santiago de Compostela, o Caminho Primitivo.
Ao caminha por lá, já encontrava as conchinhas de vieira me chamando !!

Couchsurfing em Frankfurt

Foi muito difícil conseguir alguém para me receber na importante cidade alemã de Frankfurt.
Então, por segurança, reservei a primeira noite num hostel, o mais em conta, mas bem caro e distante do centro da cidade.
Na segunda noite, fui recebida por um rapaz, que na ocasião estava com outra hóspede, uma columbiana.
O legal é que nossa comunicação foi toda em espanhol ...
Como de costume, levei as pizzas e Coca-Cola.
Sentia muito, muito frio, ao chegar na casa do meu anfitrião e foi o paraíso receber dele uma xícara de chá de hortelã ... feito na hora  ... quentinho.
Os dois primeiros dias em Frankfurt foram de frio e chuva ... mas na data da minha partida, deu para fazer uma boas fotos, pois o tempo abriu e pude ver que o sol também aparece por lá.
Meu anfitrião trabalha o dia inteiro e não tem disponibilidade de mostrar a cidade aos seus convidados, então temos de fazer isto sozinhos.
Mas Frankfurt tem uma coisa boa, além de muitas atrações (na maioria, museus), todas ficam bem próximas e num dia inteiro é possível ver tudo.
É claro que não haverá tempo de visitar todos os museus, mas dai se pode escolher aqueles que interessam mais ao visitante.

Couchsurfing em Lublin

Então, após as experiência positivas de "couchsurfing" na Alemanha, resolvi tentar também na Polônia.
Esta cidade de Lublin, não é um centro turístico e, por isso, não tem muita oferta deste tipo de acomodação, mais barata. que é o hostel.
Em Cracóvia reservei um hostel, na ida e , como voltei depois, da Ucrânia, reservei outro, são muitos os disponíveis.
Entrei em contato com alguns anfitriões e , em menis de cinco minutos, enviada a solicitação, recebi um "aceito" da Iza.
Levei até um susto ... às vezes ficamos naquele "talvez", contato daqui, contato dali ... mas a Iza me aceito de imediato !!
Então passei as duas noites na casa de alguém muito especial.
Espero ter a amizade dela para sempre pois foi  assim que passamos aquele tempo de acolhimento.
Ela me enviou seu telefone e endereço e combinei a hora de chegar na casa dela.
Cheguei já ao anoitecer, levando as pizzas e um chá (Nestea) para jantarmos.
Me deixou num quarto somente pra mim, superconfortável.
Ela tinha preparado um cozido de beterraba, me apresentando um parti típico da Ucrânia .... amei.
Depois ela me deixou e foi para a sua aula de yoga.
Dai fui organizar minhas coisas e tomar um bom banho.
Iza chegou mais tarde e ainda conversamos sobre seu trabalho, seus projetos ... contei sobre minhas aventuras como viajante, minha vida no Brasil.
Fomos dormir.
No dia seguinte tomamos o café da manhã preparado por minha anfitriã. com muito carinho.
Iza saiu mais cedo que eu e me deixou com as chaves.
Ela trabalha durante o dia e não tinha disponibilidade de me levar para passear.
Mas me deu dicas de alguns lugares interessantes para visitar, incluindo o estádio de futebol de Lublin.
Ficaria por minha conta e todo o tempo fora de casa , pois Iza mora uns 40 minutos distante do centro histórico.
Consegui um mapa e fui olhar as coisas bonitas daquela encantadora vila .... da qual eu, sequer havia escutado falar !!
Voltei para a casa da Iza e ela estava conversando com uma garota, acertando um contrato de estada dela, durante um período, pra poder estudar.
Comemos as pizzas que levei e a salada que a Iza preparou.
Depois que a jovem se foi, contei para a Iza a experiência do Caminho de Santiago de Compostela.
Senti que ela se emocionou um pouco com esta conversa, se animou de conhecer mais para poder fazer também.
Fiz a compra do ticket de ônibus, para Cracóvia, pelo site.
Ela reservou no cartão de crédito dela, e eu lhe fiz o pagamento em dinheiro, pois desejava não usar meu cartão, para situações não emergenciais.
Falei que é possível dedicar a "compostela" a alguém amado, que já havia partido desta vida....
Deixei a dica de alguns vídeos dom documentários e de filmes sobre o tema.
No dia seguinte saí com ela, mais cedo, já levando a mochila, e de carro, pois iria, à tarde, tomar um ônibus para Cracóvia.
Encontraria a Iza no centro para me despedir e pegar a mochila, não precisando voltar até a casa dela, que era meio distante.
Nesta manhã segui o roteiro judaico de Lublin, com algumas dicas da Iza ....
Ainda visitei o Castelo de Lublin, antes de reencontrar minha querida anfitriã, para nossa despedida.
Mais uma vez o "couchsurfing" me presenteando com estas jóias de pessoas.

Estádio do Borussia Doirtmund

Signal Iduna Park  foi inaugurado em 2 de abril de 1971 e recebeu o nome de Westfalenstadion. 
Embora já tenha visitado Dortmund, uma outra vez (em 2016), foi a primeira que quis ver o estádio.
O estádio tem capacidade para 80.000 espectadores, com 55.000 lugares sentados. 
É conhecido também como "A Casa de Ópera do Futebol Alemão".
É a casa do time da "abelhinha" , pra mim ....
Com preços populares, o clube aurinegro mantém a melhor média de público da Europa (80. 424), ficando à frente de Barcelona (77.632), Manchester United (75.335) e Real Madrid (73.081). Na Alemanha, neste quesito, está no topo há 17 anos.
Foi muito bom ter ido lá em companhia do meu anfitrião de "couchsurfing" em Dortmund.
De acordo com o jornal "The Times", da Inglaterra, o Signal Iduna Park, casa do Borussia Dortmund, foi eleito o melhor estádio do mundo,  da Inglaterra. 
A publicação levou em consideração a atmosfera e a média de público.

sábado, 18 de novembro de 2017

Couchsurfing em Dortmund !

Então, depois de Trier fui para Colônia e lá fiquei no Hostel 404, por três noites.
Como disse, a Alemanha é um país caro para mochileiros e, como ficaria em viagem por 100 dias, decidi tentar o Couchsurfing por lá. 
Porém, em Köln, Colônia, até que os albergues estavam com preço mais acessível, e paguei cerca de 13 Euros por noite, para dormir.
Sai de Colônia, de trem para Dortmund, cidade industrial da Westfália e importante polo cervejeiro. 
Seria munha segunda vez, nesta cidade alemã, visto que dei uma breve passada por lá, ano passado.
O rapaz que me recebeu, havia me dado um "talvez" assim que pedi ficar com ele. 
Claro,eu havia feito o contato meses antes, e ele, com toda razão disse que não sabia qual seria sua disponibilidade na data que pedi.
Mas deu tudo certo e combinamos de nos encontrar na frente da estação de trens da cidade, às 18 hs, numa tarde fria e chuvosa.
Ele chegou de bicicleta, por volta das 18:05 hs.
Me deu um abraço caloroso, muito raro receber um abraço destes de um estrangeiro. Ele já esteve no Brasil, está explicado.
E fomos caminhando para o apartamento dele, uns 10 ou 15 minutos dali.
Coloquei a minha mochila no cantinho da sala, onde ganhei o sofá para dormir. Meu anfitrião mora sozinho e o espaço dele é bem organizado.
Tomei um banho e logo fomos comer.
Ele cozinha muito bem e ainda assou uma das pizzas que eu levei.
Conversamos, rimos bastante ... ele é um moço muito divertido, uma pessoa muito agradável.
Logo depois me recolhi para descansar ... e dormi muito bem.
De manhã, fomos até um mercadinho, como um sacolão e ele comprou algumas coisas. 
O dia ainda estava chuvoso.
Voltamos e, depois do café da manhã, saímos para o Estádio do Borússia Dortmund. 
Os trens, nos finais de semana (era sábado), são grátis.
Em minutos estávamos no estádio de um dos mais importantes clubes da Alemanha.
Não quis vistar o museu, mas entramos na gigantesca loja do Borússia. Ele me mostrou o estádio antigo também.
Paramos num café .... passamos uns minutos lá.
Eu estava um pouco preocupada pois ele tinha um compromisso à tarde, visitar uma amiga que havia sido operada, ainda no hospital.
E assim foi, chegamos lá e a garota parecia, realmente bem.
Estava lá um amigo dela.
Depois voltamos para a casa do rapaz.
Hoje tomamos um delicioso vinho no jantar .... a comida estava maravilhosa.
Ele tem mãos de fada !!
Mostrei meu passaporte do Caminho de Santiago, a concha de vieira, falei como tudo funciona.
Conversamos mais ...
Fomos dormir.
No dia seguinte, o tempo estava mais firme e meu anfitrião me levou para conhecer os espaços onde trabalha, num clube que ele criou com alguns amigos.
Fomos caminhando a um belo parque, que se chama Fredenbaumpark  ... com lago, um dos lugares que ele gosta de estar.
Senti que a parte turistica da cidade não tem muita graça para ele. 
Passamos por umas casinhas, que ele me contou, serem ocupadas por famílias apenas em feriados ou finais de semana, passamos por um dique gigantesco, vimos remadores por lá ...


Subimos uma colina, para ver Dortmund, lá de cima !!
Alguns jovens praticavam algo como motocross, no alto desta colina.
 A vista é realmente muito bela, e ate assustava a distancia que percorremos da casa de meu anfitrião, até chegar aqui !! 
A cidade é um polo industrial e importante centro cervejeiro.
Fizemos umas fotos ... comemos amoras, haviam muitas pelo caminho, e docinhas !!
Voltamos para o flat dele.
Me organizei pois aquela tarde, partiria para Cracóvia, na Polônia.
Mas almoçamos e ficamos assistindo alguma programação esportiva.
Saí para o centro e e combinamos de nos encontrar na frente do Museu Dortmunder, em 1 hora e meia.
Visitamos somente a exposição permanente, que era grátis  ... e eu estava um pouco preocupada com o horário ...
O Museu do Futebol fica a alguns metros dali, mas achei muito caro o ingresso - 17 Euros.


Ele ainda comprou sorvete pra gente, e o tomamos, enquanto passeávamos num outro parque.
Muita gente por lá, crianças correndo e brincando, fazendo picnic, um cantinho com música e muitos dançarinos.

Mais uma vez, confirmando que esta experiência é única .... não é "conseguir um hotel de graça" ... é a oportunidade de uma troca muito interessante de vivências, de conhecimentos, de experiências.
A despedida foi um abraço forte, num amigo muito querido, alguém que desejo ver novamente.
Ele disse que virá me visitar .... será ?

Couchsurfing em Trier !!

Eu resolvi fazer CS somente na Alemanha, pois é um país muito caro para dormir e, em algumas cidades, com oferta muito limitada de hostels - aquelas acomodações mais em conta, para hospedes mais jovens e descolados.
Assim são os mochileiros, por exemplo.
Para os outros países, imagino que será mais fácil arcar com os gastos de hospedagem.Depois da ótima experiência em Saarbrücken, parti para Trier (Trevéris), onde seria recebida por um casal de jovens.
Cheguei mais cedo à cidade e fui fazer o reconhecimento .... uma coisa linda, esta cidade onde nasceu Karl Marx !
Combinei de encontrá-los por volta das 18 hs, na frente da estação de trens.
Pontualmente, eles foram me buscar.

Caminhamos uns 20 minutos, até sua casa, um confortável flat, próximo a Homer Bruck, uma das mais importantes atrações de Trier.
Ganhei um confortável sofá, na sala, onde dormi  muito bem, depois de um bom banho e umas boas horas de conversa com meus anfitriões.
Ela é alemã, ele é esloveno ... a comunicação, ainda em inglês.
No dia seguinte, o rapaz foi para o trabalho, a garota está aguardando o resultado de seleção para trabalho.
Ela é formada na área de psicomotricidade e aguarda por um estágio ou trabalho como trainee.
Então foi comigo ao centro, para mostrar um pouco de tudo e depois me deixar por minha conta, pois teria um compromisso, mais tarde.
Antes me ajudou, junto a máquina da estação férrea, na compra da minha passagem de trem, visto que amanhã deixarei Trier, partindo em diração à Colônia.
Consegui um mapa e me despedi da moça, que voltou para casa.
Segui para um dos mirantes de Trier .... muito legal a vista dali.
Depois segui para outras atrações, incluindo o Museu Casa de Karl Marx.
Depois farei uma postagem com a experiência turística de Trier.
Na volta para a casa de meus anfitriões, comprei pizzas e refrigerante para nossa janta  - teria sido melhor comprar ontem, na minha chegada, mas era domingo e tudo estava fechado.
Eles já estavam jantando (20 hs) e não rolou as pizzas, mas uma boa refeição, regada a um bom vinho.
Falamos muito, rimos, mostrei minha credencial de peregrina, minha vieira ... contei meus planos desta viagem, que estava apenas começando ! 
No dia seguinte, parti de manhã para Colônia, de trem.
Meses depois de visitá-los, soube pela garota, que ela havia conquistado a sonhada vaga como trainee, numa grande empresa.
Fiquei muito feliz.

Couchsurfing em Saarbrücken !

Minha primeira experiência no Couchsurfing de 2017, aconteceu em Saarbrücken, Alemanha.
Eu resolvi fazer CS somente na Alemanha, pois é um país muito caro para dormir e, em algumas cidades, com oferta muito limitada de hostels - aquelas acomodações mais em conta, para hospedes mais jovens e descolados, como mochileiros, por exemplo.
O meu anfitrião se tornou um amigo, pra toda a vida. Pedi para ficar com ele, duas noites. Ele me atendeu prontamente, mesmo me advertindo de que não poderia dedicar seu tempo a mim por conta do trabalho.
Ele viveu no Brasil, em Santa Catarina, por alguns meses e fala muito bem português.
Ele é um jovem, extremamente, inteligente e agora está dedicado a aprender a falar persa (farsi) o que, tenho certeza, será mais uma conquista para ele.
Me recebeu com muito carinho e fez da casa dele, minha casa.
Preparou uma pasta caprichada, na minha chegada.
Ele vive com amigos, e uma das moças que vive lá, estava viajando.
Pude ficar no quarto dela.
Ele gosta muito do Brasil, da sua música e tem um senso de humor, pra lá de positivo, é contagiante.
Tem uma pequena horta, na varanda de seu apartamento.
Eu já tive uma e fiquei com vontade de tentar , de novo.
Ervas aromáticas que dão mais sabor aos alimentos.
Até um pezinho de morango.
Infelizmente, por ser médico, estava numa semana de plantões e não pode passear comigo, no dia seguinte.
Ele só voltaria para casa a noite, lá pras 22 hs.
Então fui turistar sozinha por Saarbrücken, o que é muito fácil e prazeroso.
Os dias estavam bem bonitos e ensolarados.
Depois farei uma postagem somente com os cenários da bela Saarbrücken.
No meu último dia ... a grande surpresa !
Meu anfitrião programou um picnic pra gente.
Pegou uma bicicleta emprestada e fomos seguindo a beira do Rio Saar até chegar num espaço verde, tranquilo, com algumas pessoas a aproveitar da mesma forma, fazendo exercícios físicos, passeando com cães ..
Comemos os bolos, as frutas, bebemos o chá, os sucos ... uma maravilha!
Cantamos ao pedalar, na volta para a vila, músicas da Cássia Eller e outras .... uma manhã inesquecível !
Gostei também de passar por esta igreja (ai acima), a de São Miguel, mas estava fechada para visitação.
Depois ele me levou até a estação de ônibus (levando um pouco do almoço, que ele separou pra mim), de onde seguiria viagem para Trier. 

Deixo para ele um forte abraço de coração, que ele me ensinou a dar e votos de uma vida muito feliz e com a realização de todos os seus projetos.
Espero reencontrá-lo brevemente, aqui na minha cidade, o Rio de Janeiro, em Saarbrücken, ou em qualquer lugar deste mundo !!

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Couchsurfing .... eu recomendo !!

Este ano usei bastante o COUCHSURFING.
Já estava cadastrada a algum tempo, mas só havia usado uma vez, em 2015.
Mas nesta nova viagem, passar pela Alemanha, um rico país europeu, me deixaria um rombo nas finanças.
É claro que a idéia do CS , não é a obtenção de um lugar de graça para dormir.
É a oportunidade de estar com um local, alguém que viva na cidade visitada, com o qual poderá ter um aproveitamento maior da estada, em nível de cultura, proximidade dos costumes, conhecimento de aspectos também pessoais e, até, ganhar uma amizade para a vida.
Este ano, o CS (Couchsurfing) me proporcionou uma experiência inesquecível.

sábado, 15 de julho de 2017

Igreja das Bem-Aventuranças !!












Estive lá em outubro de 2016 !!